Clown | “Não vejo a possibilidade da banda tocar sem as máscaras”

Katja Ogrin, Getty Images
Foto: Katja Ogrin, Getty Images

Texto: Loudwire

Em entrevista para Fred Minnick, apresentador do podcast “The Fred Minnick Show”, Clown falou um pouco sobre a conexão que tem com as máscaras e como não conseguia imaginar uma possibilidade onde a banda tocaria sem elas.

“Não há um dia que passe sem que todos nessas banda gostariam de não precisar usar essas coisas. Principalmente porque foi minha ideia e vai que os caras acham que é a pior coisa do mundo! Eles concordaram pelo amor que sentimos um pelo outro e pela nossa banda e nossa máscara, mas no fundo algumas pessoas devem pensar ‘não acredito que me meti nisso.’. Eu nunca obriguei ninguém, parecia que era algo que todos queriam fazer e as máscaras são parte do que nós somos. As pessoas me perguntam o tempo todo se eu vou tirar a máscara, mas por que eu faria isso? Vocês só me perguntam essas coisas porque tem hipóteses em cima de artistas, mas eu não faço parte disso.”

No entanto, Clown diz que ocasionalmente não usa a máscara em certas situações, como em entrevistas, para dar um toque mais pessoal as coisas. Mas isso não significa que ele pretende tomar a mesma atitude nos palcos.

“Para mim, é uma religião, é a minha vida. Eu nem consigo imaginar ter preguiça ou stress no nível de não querer mais colocar a máscara. Não consigo nos ver de outro jeito, eu me sentiria barato, traído. Acho que essa é a diferença. É o valor que colocamos no nosso sonho, na arte que criamos. A nossa é muito precisa e não fugimos desse caminho.”

Veja a entrevista completa nos vídeos abaixo (em inglês):